• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Bebês internados na Unicamp testam negativo para covid-19

Por Redação Rápido no Ar
A segunda-feira, 6 de abril, começou com uma boa notícia em meio ao avanço do novo coronavírus em São Paulo. Cinco bebês internados na pediatria do hospital da Unicamp, em Campinas, cidade do interior do Estado, que na semana passada eram suspeitas de terem contraído a covid-19, testaram "negativo" para a doença. Dois deles seguem na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e três foram para a enfermaria.

O resultado dos exames mostra que as cinco crianças, todas com idade abaixo de dois anos, entre elas duas que necessitavam de ventilação mecânica na UTI, não têm a doença. A notícia foi recebida com alívio pela equipe médica chefiada pelo emergencista pediátrico Fernando Belluomini.

Na semana passada, Belluomini relatou ao jornal O Estado de S Paulo a preocupação da equipe em razão de suspeita de contaminação das crianças hospitalizadas. A pediatria da Unicamp tem uma UTI com 20 leitos, onde estavam as crianças e bebês, e uma enfermaria, com cerca de 30 leitos.



"Daqueles cinco, três já tiveram alta para a enfermaria. Outros dois continuam na UTI porque ainda têm insuficiência respiratória grave, um deles em ventilação mecânica", informou o chefe da unidade. O critério médico é o grau de dificuldade que os bebês têm para respirar. "Se é mais leve, fica na enfermaria no oxigênio; se é mais grave, vai para a UTI", explicou Belluomini.

Na enfermaria da pediatria da Unicamp, segundo o especialista, havia ainda outras dez crianças internadas aguardando resultados para exames da covid-19. "Já soube que quatro desses da enfermaria também já tiveram exames negativos", disse o médico. "Do ponto de vista prático, não isolamos ainda nenhuma criança com coronavírus", afirmou.


Bebês internados na Unicamp testam negativo para covid-19

Por Redação Rápido no Ar
A segunda-feira, 6 de abril, começou com uma boa notícia em meio ao avanço do novo coronavírus em São Paulo. Cinco bebês internados na pediatria do hospital da Unicamp, em Campinas, cidade do interior do Estado, que na semana passada eram suspeitas de terem contraído a covid-19, testaram "negativo" para a doença. Dois deles seguem na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e três foram para a enfermaria.

O resultado dos exames mostra que as cinco crianças, todas com idade abaixo de dois anos, entre elas duas que necessitavam de ventilação mecânica na UTI, não têm a doença. A notícia foi recebida com alívio pela equipe médica chefiada pelo emergencista pediátrico Fernando Belluomini.

Na semana passada, Belluomini relatou ao jornal O Estado de S Paulo a preocupação da equipe em razão de suspeita de contaminação das crianças hospitalizadas. A pediatria da Unicamp tem uma UTI com 20 leitos, onde estavam as crianças e bebês, e uma enfermaria, com cerca de 30 leitos.



"Daqueles cinco, três já tiveram alta para a enfermaria. Outros dois continuam na UTI porque ainda têm insuficiência respiratória grave, um deles em ventilação mecânica", informou o chefe da unidade. O critério médico é o grau de dificuldade que os bebês têm para respirar. "Se é mais leve, fica na enfermaria no oxigênio; se é mais grave, vai para a UTI", explicou Belluomini.

Na enfermaria da pediatria da Unicamp, segundo o especialista, havia ainda outras dez crianças internadas aguardando resultados para exames da covid-19. "Já soube que quatro desses da enfermaria também já tiveram exames negativos", disse o médico. "Do ponto de vista prático, não isolamos ainda nenhuma criança com coronavírus", afirmou.


INSTAGRAM

Loading interface...
© Rápido no Ar ® - O que acontece você vê!