Justiça determina bloqueio de bens da Limeirense em R$ 3,5 milhões por causa dos créditos cancelados

A Justiça de Limeira determinou hoje (17), em decisão liminar, o bloqueio de todos os bens móveis, imóveis e ativos financeiros da Viação Limeirense até o limite de R$ 3.549.277,59. Conforme revelado pelo Rápido no Ar no sábado (15), o Ministério Público (MP) entrou com ação civil pública contra a viação, Prefeitura de Limeira e Sancetur.

A juíza Sabrina Martinho Soares, da Vara da Fazenda, determinou ainda que a Viação Limeirense e a Prefeitura Municipal de Limeira forneçam à Sancetur, no prazo de 48 horas, a relação completa de usuários e respectivos créditos de passe comum, passe estudante e vale transporte.

Determinou, também, que a Sancetur, no prazo de dez dias após receber a relação, providencie o cadastramento e disponibilização nos respectivos cartões individuais dos usuários de passe comum, passe estudante e vale transporte, do valor informado pela empresa Viação Limeirense e pela Prefeitura de Limeira.

O valor do bloqueio dos bens da Limeirense é referente ao montante existente nos cartões dos usuários na data de 31 de janeiro.

Cliqui aqui e entenda o caso

Compartilhe!