• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Então é Natal!

Por Sophia Rodovalho
“Então é Natal, e o que você fez? O ano termina e nasce outra vez, então é Natal, a festa Cristã do velho e do novo, do amor como um todo, então bom Natal e um ano novo também, que seja feliz quem souber o que é o bem (...)” Simone

Estamos ‘batendo à porta’ do Natal! É chegado o tempo para comemorarmos o Natal, o final de ano, nos confraternizarmos com todos os familiares, amigos, conhecidos e colegas de trabalho!

Mas o Natal pode ser mais que uma data comemorativa e de festas! Pode ser uma data de reflexão sobre nosso ano, sobre nossos afetos e ‘desafetos’, sobre como conduzimos nossos relacionamentos durante este ano e sobre como olhamos para nosso próximo e nos relacionamos com ele.

Será que durante este ano amamos o suficiente a nós mesmos, aos nossos familiares e amigos e será que nos compadecemos de quem mais precisa de nós?



Dalai Lama dizia que “só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e ou outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver.”.

Vamos refletir sobre nossos afetos e sobre nossos relacionamentos. Vamos olhar para como nos relacionamos com às pessoas que nos rodeiam e convivem conosco e não deixemos de olhar e refletir sobre nosso olhar a quem mais precisa de nós.

Esta é a época correta deste balanço e não apenas para um balanço, mas para uma ação concreta nossa!

Vamos buscar entendimento com as pessoas com as quais nos desentendemos, vamos buscar a reconciliação, a paz. Natal é época de paz, de amor.




E que tal se olhássemos com olhar manso e cuidadoso para quem está em situação desfavorecida. Que tal ajudarmos alguma destas pessoas menos favorecidas e mais necessitadas?

Encerro a coluna de hoje com um convite a reflexão do Papa Francisco: “Como seria belo se cada um de vós pudesse, ao fim do dia, dizer: hoje realizei um gesto de amor pelos outros.”

Feliz Natal a cada um de vocês!

Então é Natal!

Por Sophia Rodovalho
“Então é Natal, e o que você fez? O ano termina e nasce outra vez, então é Natal, a festa Cristã do velho e do novo, do amor como um todo, então bom Natal e um ano novo também, que seja feliz quem souber o que é o bem (...)” Simone

Estamos ‘batendo à porta’ do Natal! É chegado o tempo para comemorarmos o Natal, o final de ano, nos confraternizarmos com todos os familiares, amigos, conhecidos e colegas de trabalho!

Mas o Natal pode ser mais que uma data comemorativa e de festas! Pode ser uma data de reflexão sobre nosso ano, sobre nossos afetos e ‘desafetos’, sobre como conduzimos nossos relacionamentos durante este ano e sobre como olhamos para nosso próximo e nos relacionamos com ele.

Será que durante este ano amamos o suficiente a nós mesmos, aos nossos familiares e amigos e será que nos compadecemos de quem mais precisa de nós?



Dalai Lama dizia que “só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e ou outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver.”.

Vamos refletir sobre nossos afetos e sobre nossos relacionamentos. Vamos olhar para como nos relacionamos com às pessoas que nos rodeiam e convivem conosco e não deixemos de olhar e refletir sobre nosso olhar a quem mais precisa de nós.

Esta é a época correta deste balanço e não apenas para um balanço, mas para uma ação concreta nossa!

Vamos buscar entendimento com as pessoas com as quais nos desentendemos, vamos buscar a reconciliação, a paz. Natal é época de paz, de amor.




E que tal se olhássemos com olhar manso e cuidadoso para quem está em situação desfavorecida. Que tal ajudarmos alguma destas pessoas menos favorecidas e mais necessitadas?

Encerro a coluna de hoje com um convite a reflexão do Papa Francisco: “Como seria belo se cada um de vós pudesse, ao fim do dia, dizer: hoje realizei um gesto de amor pelos outros.”

Feliz Natal a cada um de vocês!

INSTAGRAM

Loading interface...
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
© Rápido no Ar ® - O que acontece você vê!