• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Conselhos de uma árvore

Por Sophia Rodovalho
Enquanto pensava em um tema para esta coluna, recebi de uma amiga muito querida os “Conselhos de uma Árvore”, achei fantástico, edificante e resolvi compartilhar com vocês.

Em meio às discussões sobre nosso meio ambiente, que deve e merece ser protegido, bem cuidado e preservado, por ser tão importante para nossa sobrevivência e de nosso futuro na Terra, ainda existem grandes lições que aprendemos com ele.



A primeira lição da árvore: “Cresça em direção à luz.”, isto é, não vá em direção a escuridão e ao que não te permite enxergar e estar no claro. Como dizia Victor Hugo: “Do atrito de duas pedras, chispam faíscas, das faíscas vem o fogo; do fogo brota a luz”. A luz não nos deixa ser sugados pela escuridão do medo, da raiva, do preconceito e da violência.

A segunda lição da árvore: “Mantenha-se firme e em pé.”, sim, por maior e mais forte que seja a tempestade que estejamos enfrentando, vamos nos manter em pé e firmes. Não nos deixemos abater e envergar. A árvore tem suas raízes firmes e não enverga! Não nos enverguemos, ao contrário, permaneçamos firmes, tendo a certeza de que a tempestade passa e que nós somos fortes e ficaremos mais fortes a cada tempestade vencida. Já dizia Cecília Meireles, este espetáculo: “Adestrei-me com o vento e minha festa é a tempestade.”.

A terceira lição da árvore nos diz para “Lembrarmos de nossas raízes.”, sim, são elas que norteiam nossas ações, que nos mantém fortes e firmes no lugar onde devemos estar, são elas que não nos deixam cair! Raízes são importantes para cada um de nós e fundamental em nossa construção de liberdade! “A liberdade é uma planta que cresce depressa, quando ganha raízes”, sabiamente disse Geoge Washington.



Áh, a quarta lição da árvore, é uma das mais importantes e que nos faz termos noção completa da dimensão da sabedoria que existe na natureza: “ AGUENTE FIRME AS ESTAÇÕES DESFAVORÁVEIS. Sim, é preciso passarmos pelas tempestades, pelo calor excessivo, pela neve, para chegarmos na primavera, para florirmos... Só florimos se passamos por tudo isso e florir é tão bom! “Há flores cobrindo o telhado e embaixo do meu travesseiro, há flores, por todos os lados e há flores em tudo o que eu vejo, a dor vai curar essas lástimas, a dor vai fechar esses cortes, flores” Titãs.

A quinta lição é o presente acima: FLORESÇA E FRUTIFIQUE! Sim, floresça, sorria, seja pleno, feliz, desfrute a vida, frutifique, produza, deixe marcas, seja inesquecível! Floresça! Vai Rubem Alves, seu lindo, coroe esta quinta lição com sua maestria e genialidade: “Antes que qualquer árvore seja plantada ou qualquer lago seja construído, é preciso que as árvores e os lagos tenham nascido dentro da alma. Quem não tem jardim por dentro, não planta jardins por fora e nem passeia por eles.”

E a sexta e última lição da árvore: “APRECIE A VISTA”. A vida é mais linda e mais bela do que pensamos e do que os problemas que se nos apresentam. Portanto, vamos apreciar a vista, vamos agarrar às oportunidades de sorrir, de amar, de chorar de alegria, de deixar boas lembranças e de fazer sorrir!



Encerro com ele, lindo, único, maravilhoso, mestre e poeta, Rubem Alves, que nos diz com a voz mansa e o tom poético de sempre: “A beleza é a face visível de Deus.”
Desejo beleza em nossas vidas e que essas lições tenham sido para cada um de vocês tão edificantes quanto foram para mim.

Conselhos de uma árvore

Por Sophia Rodovalho
Enquanto pensava em um tema para esta coluna, recebi de uma amiga muito querida os “Conselhos de uma Árvore”, achei fantástico, edificante e resolvi compartilhar com vocês.

Em meio às discussões sobre nosso meio ambiente, que deve e merece ser protegido, bem cuidado e preservado, por ser tão importante para nossa sobrevivência e de nosso futuro na Terra, ainda existem grandes lições que aprendemos com ele.



A primeira lição da árvore: “Cresça em direção à luz.”, isto é, não vá em direção a escuridão e ao que não te permite enxergar e estar no claro. Como dizia Victor Hugo: “Do atrito de duas pedras, chispam faíscas, das faíscas vem o fogo; do fogo brota a luz”. A luz não nos deixa ser sugados pela escuridão do medo, da raiva, do preconceito e da violência.

A segunda lição da árvore: “Mantenha-se firme e em pé.”, sim, por maior e mais forte que seja a tempestade que estejamos enfrentando, vamos nos manter em pé e firmes. Não nos deixemos abater e envergar. A árvore tem suas raízes firmes e não enverga! Não nos enverguemos, ao contrário, permaneçamos firmes, tendo a certeza de que a tempestade passa e que nós somos fortes e ficaremos mais fortes a cada tempestade vencida. Já dizia Cecília Meireles, este espetáculo: “Adestrei-me com o vento e minha festa é a tempestade.”.

A terceira lição da árvore nos diz para “Lembrarmos de nossas raízes.”, sim, são elas que norteiam nossas ações, que nos mantém fortes e firmes no lugar onde devemos estar, são elas que não nos deixam cair! Raízes são importantes para cada um de nós e fundamental em nossa construção de liberdade! “A liberdade é uma planta que cresce depressa, quando ganha raízes”, sabiamente disse Geoge Washington.



Áh, a quarta lição da árvore, é uma das mais importantes e que nos faz termos noção completa da dimensão da sabedoria que existe na natureza: “ AGUENTE FIRME AS ESTAÇÕES DESFAVORÁVEIS. Sim, é preciso passarmos pelas tempestades, pelo calor excessivo, pela neve, para chegarmos na primavera, para florirmos... Só florimos se passamos por tudo isso e florir é tão bom! “Há flores cobrindo o telhado e embaixo do meu travesseiro, há flores, por todos os lados e há flores em tudo o que eu vejo, a dor vai curar essas lástimas, a dor vai fechar esses cortes, flores” Titãs.

A quinta lição é o presente acima: FLORESÇA E FRUTIFIQUE! Sim, floresça, sorria, seja pleno, feliz, desfrute a vida, frutifique, produza, deixe marcas, seja inesquecível! Floresça! Vai Rubem Alves, seu lindo, coroe esta quinta lição com sua maestria e genialidade: “Antes que qualquer árvore seja plantada ou qualquer lago seja construído, é preciso que as árvores e os lagos tenham nascido dentro da alma. Quem não tem jardim por dentro, não planta jardins por fora e nem passeia por eles.”

E a sexta e última lição da árvore: “APRECIE A VISTA”. A vida é mais linda e mais bela do que pensamos e do que os problemas que se nos apresentam. Portanto, vamos apreciar a vista, vamos agarrar às oportunidades de sorrir, de amar, de chorar de alegria, de deixar boas lembranças e de fazer sorrir!



Encerro com ele, lindo, único, maravilhoso, mestre e poeta, Rubem Alves, que nos diz com a voz mansa e o tom poético de sempre: “A beleza é a face visível de Deus.”
Desejo beleza em nossas vidas e que essas lições tenham sido para cada um de vocês tão edificantes quanto foram para mim.

INSTAGRAM

Loading interface...
© Rápido no Ar ® - O que acontece você vê!