Telefone fixo: ainda vale a pena ter uma linha?

Há alguns anos o telefone fixo era peça presente em grande parte dos lares e comércios do País. Porém, o cenário mudou bastante: atualmente, apenas um terço das residências possuem o aparelho, segundo estudo realizado pelo IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Pesquisa.

O motivo é muito simples: os smartphones otimizaram a comunicação a distância, de maneira que ter um telefone dentro de casa simplesmente não faz mais sentido, afinal, com a necessidade emergente de respostas rápidas, o aparelho que pode sempre ser carregado nos bolsos é o favorito.

Para Ana Clara, Gerente de Comunicação da Nextel, os pontos positivos de um celular são expressivos, começando pelo valor. “Ter uma linha celular hoje não é caro. E a melhor parte é que essa linha não vem apenas com ligação: ela tem cobertura 4G, oferece envio de mensagens e tarifas zeradas para a mesma operadora”, diz.

Ana Clara segue elencando vantagens – entre elas, mobilidade. “Para atender o telefone residencial é preciso estar lá. Ou seja, não vale a pena às vezes, principalmente se a pessoa em questão tiver uma rotina agitada, como a maioria de nós”, comenta

Linha celular para todos
Para Ana, fica claro que ter um telefone fixo é algo dispensável. Porém, é preciso ter ao lado uma companhia preparada para atender as demandas do dia a dia de maneira excelente.

Fundada em 1997, a Nextel trabalha para democratizar a utilização de telefones pós-pagos. Com planos acessíveis e disponíveis para negativados, a companhia celular é líder nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Saiba mais: https://www nextel.com.br/

Compartilhe!