População é afetada por problemas auditivos devido exposição a barulhos em excesso

De acordo com os dados da Organização Mundial de Saúde mais de 360 milhões de pessoas sofrem com problemas de audição. Segundo a entidade 25% dos trabalhadores são expostos a ruídos, isso no mundo inteiro.

Trabalhadores de diversos setores, como motoristas, engenheiros, músicos, dentistas e muitos outros, acabam tendo a audição afetada por conta do alto grau de decibéis dos ruídos do cotidiano.

De acordo com o levantamento da OMS, o fato de essas pessoas não fazerem uso de proteção acústica adequada faz com que a perda auditiva possa ser maior.

A entidade aponta que, independente da idade, qualquer indivíduo pode ser afetado pela Perda Auditiva Induzida de Pressão Elevada (PAINPSE). Isso acontece devido a exposição por longo período a sons muito alto, ou seja acima do permitido.

Além do ambiente de trabalho, o excesso de barulho também está presente em outros ambientes

De acordo com a Organização de Mundial de Saúde, os danos auditivos não estão somente relacionados ao ambiente de trabalho, em eventos, shows, onde o som é bastante elevado, isso acontece devido a exposição muito próxima das caixas de som

A instituição afirma que, volumes altos de fones de ouvidos, TV, fogos e artifícios, contribuem com o desenvolvimento dos danos auditivos.

No entanto, é importante que todos os trabalhadores expostos a fortes barulhos em seu ambiente de trabalho, devem usar equipamentos de proteção individuais (EPI), como por exemplo, os protetores auriculares, podem ser ajustados conforme a medida do ouvido de cada pessoa.


Os fonoaudiólogos alertam sobre a importância de se fazer exames de precauções periodicamente, ou no caso de perceber alguma dificuldade para ouvir, buscar por um especialista para início imediato do tratamento.

Os dados da OMS mostram as dificuldades que muitos indivíduos têm para entender o que outras pessoas falam, encontram problemas de localização e não conseguem se concentrar, isso quando não sofrem com dores de cabeça, entre outros sintomas.

Dentre os diversos sintomas, o zumbido é o mais comum podendo ser a primeira manifestação da perda da audição.

Como se proteger dos barulhos prejudiciais à audição

De acordo com os especialistas, a exposição por tempo prolongado a sons que passam de 85 decibéis pode prejudicar a saúde o ouvido. Os fortes barulhos são os maiores responsáveis por grande parte dos casos de surdez. Por isso é importante saber como se proteger. Confira algumas dicas que podem contribuir para proteção da saúde auditiva.

– Manter-se distante de dos barulhos dos fogos e artifícios;

– Evitar ficar exposto próximo aos carros de som;

– Manter o som dos fones de ouvido na tonalidade permitida;

– Não permanecer por muito tempo em locais em que há forte poluição sonora;

Lembre-se, quanto mais cedo as perdas auditivas forem percebidas, maiores serão as oportunidades de um tratamento mais eficiente, evitando a perda total da audição. Por isso é muito importante que essas pessoas ao notarem qualquer incomodo nos ouvidos, procurar imediatamente um especialista no assunto. Estando em Porto Alegre tem a opção da Dra. Inesangela Canali.

A Dra. Inesangela Canali é uma profissional especializada em otorrinolaringologista, sendo alternativa de Otorrino em Porto Alegre.

Compartilhe!