Papa Francisco diz que corrupção prejudica democracia na América Latina

O Papa Francisco encerrou uma visita de uma semana à América Latina neste domingo alertando no Peru que uma série de escândalos de corrupção explosivos que atingiram presidentes e ex-presidentes está apodrecendo sistemas políticos e prejudicando a democracia em toda a região.

“Temos um problema de crise política não só no Peru mas em toda a América Latina”, disse o Papa Francisco em uma reunião televisionada com bispos na capital peruana, Lima. “Hoje, grande parte da América Latina sofre uma grande deterioração na política.”

Em seu discurso, o Papa Francisco referiu-se à gigante da construção brasileira Odebrecht, que admitiu em um acordo com os EUA e as autoridades brasileiras em dezembro de 2016 que pagou quase US$ 800 milhões em subornos na América Latina para conquistar contratos de obras públicas. No Peru, a empresa reconheceu ter pago US$ 29 milhões de 2005 a 2014. O Papa Francisco disse que o escândalo da Odebrecht foi apenas a ponta de um problema muito maior na região.

O Papa chegou ao Peru depois de visitar o Chile, onde a igreja enfrenta um escândalo de abuso sexual e crescente secularização. No Chile, o Papa gerou controvérsia e irritou as vítimas de abuso sexual por sacerdotes ao acusá-las de caluniar um bispo acusado de encobrir o abuso de menores. Antes desses comentários, o Papa havia expressado dor e vergonha pelo abuso de crianças por membros da Igreja. Fonte: Dow Jones Newswires.

Compartilhe!