• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Homem é detido por desacatar equipe do Samu ao ser socorrido por misturar álcool e medicamentos em Limeira

Por Roxane Regly
Um homem, de 43 anos, foi detido pela Guarda Civil Municipal (GCM) na tarde de segunda-feira (27), por desacatar funcionários do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que prestavam atendimento a ele no Jardim Aeroporto, em Limeira (SP).

O indivíduo teria consumido medicamentos e bebidas alcoólicas ao mesmo tempo, o que o levou a passar mal. Levado ao Pronto Atendimento, o homem precisou ser atendido pelos socorristas do Samu.

Porém, durante o atendimento, ele passou a xingar a equipe e dizer palavrões contra eles na presença de todas as pessoas que estavam no local. A GCM precisou ser acionada para o conter e ele foi conduzido até a delegacia.

Ele afirmou ter levado um empurrão de um dos socorristas, ter derrubado seu celular e quebrado a tela. Porém, os socorristas alegam não ter tido nada a ver com os danos ao aparelho, nem que tenham o empurrado.

O homem teve que assinar um termo de compromisso para ser liberado, mas deve responder por desacato a funcionário público em exercício de sua função.

Homem é detido por desacatar equipe do Samu ao ser socorrido por misturar álcool e medicamentos em Limeira

Por Roxane Regly
Um homem, de 43 anos, foi detido pela Guarda Civil Municipal (GCM) na tarde de segunda-feira (27), por desacatar funcionários do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que prestavam atendimento a ele no Jardim Aeroporto, em Limeira (SP).

O indivíduo teria consumido medicamentos e bebidas alcoólicas ao mesmo tempo, o que o levou a passar mal. Levado ao Pronto Atendimento, o homem precisou ser atendido pelos socorristas do Samu.

Porém, durante o atendimento, ele passou a xingar a equipe e dizer palavrões contra eles na presença de todas as pessoas que estavam no local. A GCM precisou ser acionada para o conter e ele foi conduzido até a delegacia.

Ele afirmou ter levado um empurrão de um dos socorristas, ter derrubado seu celular e quebrado a tela. Porém, os socorristas alegam não ter tido nada a ver com os danos ao aparelho, nem que tenham o empurrado.

O homem teve que assinar um termo de compromisso para ser liberado, mas deve responder por desacato a funcionário público em exercício de sua função.

INSTAGRAM

Loading interface...
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
© Rápido no Ar ® - O que acontece você vê!