• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Quinta-feira, 19 de julho – Cinco notícias para começar o dia bem informado

Por Redação Rápido no Ar
1 - Líder do PCC no Paraguai, traficante brasileiro é preso em Assunção
Apontado como um dos principais líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC) no Paraguai, o traficante brasileiro Eduardo Aparecido de Almeida, conhecido como Pisca, foi preso nesta quarta-feira (18) em uma casa de luxo em Assunção, junto com um agente da polícia local que o protegia.

2 - Ministra do TSE rejeita pedido do MBL para declarar Lula inelegível
A ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou hoje (18) pedido feito pelo Movimento Brasil Livre (MBL) para que o tribunal declare a inelegibilidade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

3 - Número de agentes de segurança mortos este ano no Rio chega a 74
Desde o início do ano, 74 agentes de segurança já morreram no estado do Rio de Janeiro. Foram assassinados 60 policiais militares, cinco policiais civis, três agentes penitenciários, três militares do Exército, um guarda municipal, um policial federal e o sargento da Marinha.

4 - Cremerj vai pedir interdição ética de médico foragido
O Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj) vai encaminhar ofício amanhã (19) ao Conselho Federal de Medicina (CFM), com pedido de interdição ética do médico Denis César Barros Furtado, 45 anos, acusado de realizar procedimento estético em sua cobertura na Barra da Tijuca, que resultou na morte da paciente Lilian Calixto. Se o pedido for acatado, Denis ficará sem poder exercer a medicina até a conclusão do processo.

5 - China promete "medidas direcionadas" ante ações dos EUA no comércio
O Ministério do Comércio da China afirmou nesta quinta-feira que o país adotará "medidas direcionadas", em resposta às ações recentes dos Estados Unidos na área comercial. "Os EUA têm provocado e continuamente reforçado a guerra comercial, o que traz grandes desafios à cooperação bilateral econômica e comercial", disse em entrevista coletiva regular Gao Feng, porta-voz da pasta. "Estima-se que o impacto aparecerá gradualmente no segundo semestre deste ano", comentou. "Promoveremos vigorosamente a diversificação do comércio, buscando abrir outros mercados, e responderemos apropriadamente. Ao mesmo tempo, o governo chinês continua a questionar o mercado [sobre as ações americanas] e a adotar medidas mais direcionadas "
[sg_popup id="4" event="onload"][/sg_popup]



Quinta-feira, 19 de julho – Cinco notícias para começar o dia bem informado

Por Redação Rápido no Ar
1 - Líder do PCC no Paraguai, traficante brasileiro é preso em Assunção
Apontado como um dos principais líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC) no Paraguai, o traficante brasileiro Eduardo Aparecido de Almeida, conhecido como Pisca, foi preso nesta quarta-feira (18) em uma casa de luxo em Assunção, junto com um agente da polícia local que o protegia.

2 - Ministra do TSE rejeita pedido do MBL para declarar Lula inelegível
A ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou hoje (18) pedido feito pelo Movimento Brasil Livre (MBL) para que o tribunal declare a inelegibilidade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

3 - Número de agentes de segurança mortos este ano no Rio chega a 74
Desde o início do ano, 74 agentes de segurança já morreram no estado do Rio de Janeiro. Foram assassinados 60 policiais militares, cinco policiais civis, três agentes penitenciários, três militares do Exército, um guarda municipal, um policial federal e o sargento da Marinha.

4 - Cremerj vai pedir interdição ética de médico foragido
O Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj) vai encaminhar ofício amanhã (19) ao Conselho Federal de Medicina (CFM), com pedido de interdição ética do médico Denis César Barros Furtado, 45 anos, acusado de realizar procedimento estético em sua cobertura na Barra da Tijuca, que resultou na morte da paciente Lilian Calixto. Se o pedido for acatado, Denis ficará sem poder exercer a medicina até a conclusão do processo.

5 - China promete "medidas direcionadas" ante ações dos EUA no comércio
O Ministério do Comércio da China afirmou nesta quinta-feira que o país adotará "medidas direcionadas", em resposta às ações recentes dos Estados Unidos na área comercial. "Os EUA têm provocado e continuamente reforçado a guerra comercial, o que traz grandes desafios à cooperação bilateral econômica e comercial", disse em entrevista coletiva regular Gao Feng, porta-voz da pasta. "Estima-se que o impacto aparecerá gradualmente no segundo semestre deste ano", comentou. "Promoveremos vigorosamente a diversificação do comércio, buscando abrir outros mercados, e responderemos apropriadamente. Ao mesmo tempo, o governo chinês continua a questionar o mercado [sobre as ações americanas] e a adotar medidas mais direcionadas "
[sg_popup id="4" event="onload"][/sg_popup]



INSTAGRAM

Loading interface...
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
© Rápido no Ar ® - O que acontece você vê!