• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Polícia Civil fecha fábrica clandestina de alimentos em Jaguariúna

Por Redação Rápido no Ar
A Polícia Civil deflagrou uma operação, na manhã desta terça-feira (28), para apurar denúncias contra fabricação e comércio ilegal de produtos embutidos. A Operação Carne Fraca ocorreu em Jaguariúna, na região de Campinas.

width="300" height="250" />



Policiais civis da delegacia da cidade coordenaram a ação, que contou com apoio de fiscais da prefeitura, da Vigilância Sanitária e da Secretaria Estadual de Agricultura. Enquanto investigavam a procedência de embutidos, os agentes encontraram uma fábrica e uma distribuidora de alimentos que atuavam de forma irregular.



Os investigadores descobriram que o local chegava a produzir quase 20 toneladas de linguiça por mês, porém de forma clandestina e sem as condições mínimas de higiene. As mercadorias eram vendidas com embalagens sem especificações técnicas e legais.

Mais de duas toneladas de carne imprópria para consumo foram encontradas no local. O produto foi apreendido e será destruído.

O proprietário foi autuado por crimes contra a relação de consumo e permaneceu preso, estando à disposição da Justiça. A Polícia Civil prossegue as investigações.

Polícia Civil fecha fábrica clandestina de alimentos em Jaguariúna

Por Redação Rápido no Ar
A Polícia Civil deflagrou uma operação, na manhã desta terça-feira (28), para apurar denúncias contra fabricação e comércio ilegal de produtos embutidos. A Operação Carne Fraca ocorreu em Jaguariúna, na região de Campinas.

width="300" height="250" />



Policiais civis da delegacia da cidade coordenaram a ação, que contou com apoio de fiscais da prefeitura, da Vigilância Sanitária e da Secretaria Estadual de Agricultura. Enquanto investigavam a procedência de embutidos, os agentes encontraram uma fábrica e uma distribuidora de alimentos que atuavam de forma irregular.



Os investigadores descobriram que o local chegava a produzir quase 20 toneladas de linguiça por mês, porém de forma clandestina e sem as condições mínimas de higiene. As mercadorias eram vendidas com embalagens sem especificações técnicas e legais.

Mais de duas toneladas de carne imprópria para consumo foram encontradas no local. O produto foi apreendido e será destruído.

O proprietário foi autuado por crimes contra a relação de consumo e permaneceu preso, estando à disposição da Justiça. A Polícia Civil prossegue as investigações.

INSTAGRAM

Loading interface...
© Rápido no Ar ® - O que acontece você vê!