• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Ministério Público pede e Justiça determina prisão preventiva de agressor de mulher em Cordeirópolis

Por Leticia Viganó
O Ministério Público (MP) de Cordeirópolis pediu à Justiça a prisão preventiva de um homem que, na semana passada, invadiu a residência de sua ex-companheira, em Cordeirópolis (SP), e a agrediu. O juiz José Henrique Oliveira Gomes, da Vara Única da cidade, determinou a prisão preventiva do agressor.

Conforme mostrado pelo Rápido no Ar, o agressor invadiu o imóvel na noite do dia 3 e, armado com facão, agrediu a ex e o atual companheiro dela. Ele chegou a ser preso em flagrante.

Após a prisão, o promotor do designado para o caso, Hélio Dimas de Almeida Júnior, pediu a prisão preventiva do acusado. No pedido à Justiça, o promotor citou que o agressor tem maus antecedentes, inclusive histórico de agressão contra a mesma vítima, registrada em outubro do ano passado. “Ou seja, trata-se de novo ato violento praticado pelo indiciado em face da mesma vítima”, citou o promotor.

Ainda conforme o MP, ele pode responder por outro delito, pois, na ocasião da agressão do ano passado, recebeu liberdade provisória mediante cumprimento de medida cautelar em não se aproximar da vítima. “Conclui-se, assim, que somente a segregação cautelar será suficiente e se afigura como única medida apta a conter o ímpeto criminoso dele e salvaguardar adequadamente a integridade da vítima, sendo leviano acreditar que, diante desse contexto, alguma outra medida cautelar possa satisfazer tais pretensões. Ou seja, é evidente que as medidas cautelares, alternativas à prisão preventiva, não se mostram suficientes, adequadas e proporcionais à gravidade do fato praticado e à periculosidade em concreto demonstrada por ele, que, vale frisar, é reincidente e, ao que tudo indica, descumpriu medida protetiva anteriormente deferida”, completou.

A Justiça analisou o pedido do MP e converteu a prisão em flagrante em prisão preventiva. Agora, a promotoria irá preparar a acusação formal contra o agressor.

Ministério Público pede e Justiça determina prisão preventiva de agressor de mulher em Cordeirópolis

Por Leticia Viganó
O Ministério Público (MP) de Cordeirópolis pediu à Justiça a prisão preventiva de um homem que, na semana passada, invadiu a residência de sua ex-companheira, em Cordeirópolis (SP), e a agrediu. O juiz José Henrique Oliveira Gomes, da Vara Única da cidade, determinou a prisão preventiva do agressor.

Conforme mostrado pelo Rápido no Ar, o agressor invadiu o imóvel na noite do dia 3 e, armado com facão, agrediu a ex e o atual companheiro dela. Ele chegou a ser preso em flagrante.

Após a prisão, o promotor do designado para o caso, Hélio Dimas de Almeida Júnior, pediu a prisão preventiva do acusado. No pedido à Justiça, o promotor citou que o agressor tem maus antecedentes, inclusive histórico de agressão contra a mesma vítima, registrada em outubro do ano passado. “Ou seja, trata-se de novo ato violento praticado pelo indiciado em face da mesma vítima”, citou o promotor.

Ainda conforme o MP, ele pode responder por outro delito, pois, na ocasião da agressão do ano passado, recebeu liberdade provisória mediante cumprimento de medida cautelar em não se aproximar da vítima. “Conclui-se, assim, que somente a segregação cautelar será suficiente e se afigura como única medida apta a conter o ímpeto criminoso dele e salvaguardar adequadamente a integridade da vítima, sendo leviano acreditar que, diante desse contexto, alguma outra medida cautelar possa satisfazer tais pretensões. Ou seja, é evidente que as medidas cautelares, alternativas à prisão preventiva, não se mostram suficientes, adequadas e proporcionais à gravidade do fato praticado e à periculosidade em concreto demonstrada por ele, que, vale frisar, é reincidente e, ao que tudo indica, descumpriu medida protetiva anteriormente deferida”, completou.

A Justiça analisou o pedido do MP e converteu a prisão em flagrante em prisão preventiva. Agora, a promotoria irá preparar a acusação formal contra o agressor.

INSTAGRAM

Loading interface...
© Rápido no Ar ® - O que acontece você vê!