• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Diário Oficial da União publica mudança no horário de verão para 18 de novembro

Por Redação Rápido no Ar
A alteração na data de início do horário de verão ocorreu através de pedido do Ministério da Educação. A justificativa é que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) está previsto para acontecer no mesmo dia em que os relógios deveriam ser alterados, o que poderia prejudicar e causar atraso dos candidatos.

>> VEJA: Governo decide manter começo do horário de verão em 4 de novembro

Mudança beneficia estudantes
Os candidatos que vão prestar o Enem 2018 podem ficar mais tranquilos. O presidente da República, Michel Temer, deliberou e atendeu ao pedido do Ministério da Educação para alterar a data de início do horário de verão, que, inicialmente, estava previsto para começar no mesmo domingo de aplicação da prova - no dia 4 de novembro.

O horário de verão, agora, está previsto para ter início no dia 18 de novembro, de acordo com informações oficiais do Governo. A decisão ainda será publicada no Diário Oficial da União. Após o início do período, os relógios devem ser adiantados em uma hora, e isso não se aplica para todos os estados do país.

Atualmente, o horário de verão é adotado pelos seguintes Estados: Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Goiás, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, além do Distrito Federal.

O Ministério da Educação decidiu recorrer ao Presidente. Por conta das datas do Enem e do início do horário estarem coincidindo, muitos candidatos poderiam sofrer com atrasos, prejudicando estudantes no primeiro dia da prova. A segunda etapa do Enem está prevista para o Domingo seguinte, dia 11.
Preocupação com atrasos é recorrente

Quando um estudante chega atrasado no domingo de prova do Enem, é automaticamente impedido de participar do exame e, consequentemente, é eliminado. Nos dias de prova, é muito comum encontrar casos que narram o desapontamento dos candidatos, que por algum motivo não conseguiram chegar antes do fechamento dos portões. Visto isso, a preocupação com o horário é uma constante para quem vai prestar o Enem.

Ainda que tenha ocorrido uma alteração no início da data, o dia final para o horário de verão fora mantido para o dia 16 de fevereiro (terceiro domingo do mês em 2019). Na data, os relógios serão atrasados em uma hora.

Sobre o horário de verão
O horário de verão é antigo, sendo ativo no Brasil desde a década de 30 (ainda que tenha sofrido alguns intervalos). Na última década, segundo informações do Governo Federal, o horário de verão ocasionou uma redução média de 4,5% na demanda por energia durante o horário que há maior consumo, e ainda uma economia total de 0,5%.

Em todo o horário de verão, a economia citada acima corresponde ao consumo mensal de energia em Brasília, que possui 2,8 milhões de habitantes. A energia elétrica economizada também fortalece o sistema de energia brasileiro, diminuindo a possibilidade de ter que optar pelo uso da energia de termelétricas, que são mais poluentes e caras.

Publicidade legal no Diário Oficial da União deve ter auxílio profissional
O Diário Oficial-e é uma agência de publicidade legal e, por intermédio dela, é possível ter auxilio profissional ao publicar diversos materiais no Diário Oficial da União, dos Estados e dos Municípios.

Navegue pelo site para obter maiores informações sobre publicações no Diário Oficial da União

Diário Oficial da União publica mudança no horário de verão para 18 de novembro

Por Redação Rápido no Ar
A alteração na data de início do horário de verão ocorreu através de pedido do Ministério da Educação. A justificativa é que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) está previsto para acontecer no mesmo dia em que os relógios deveriam ser alterados, o que poderia prejudicar e causar atraso dos candidatos.

>> VEJA: Governo decide manter começo do horário de verão em 4 de novembro

Mudança beneficia estudantes
Os candidatos que vão prestar o Enem 2018 podem ficar mais tranquilos. O presidente da República, Michel Temer, deliberou e atendeu ao pedido do Ministério da Educação para alterar a data de início do horário de verão, que, inicialmente, estava previsto para começar no mesmo domingo de aplicação da prova - no dia 4 de novembro.

O horário de verão, agora, está previsto para ter início no dia 18 de novembro, de acordo com informações oficiais do Governo. A decisão ainda será publicada no Diário Oficial da União. Após o início do período, os relógios devem ser adiantados em uma hora, e isso não se aplica para todos os estados do país.

Atualmente, o horário de verão é adotado pelos seguintes Estados: Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Goiás, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, além do Distrito Federal.

O Ministério da Educação decidiu recorrer ao Presidente. Por conta das datas do Enem e do início do horário estarem coincidindo, muitos candidatos poderiam sofrer com atrasos, prejudicando estudantes no primeiro dia da prova. A segunda etapa do Enem está prevista para o Domingo seguinte, dia 11.
Preocupação com atrasos é recorrente

Quando um estudante chega atrasado no domingo de prova do Enem, é automaticamente impedido de participar do exame e, consequentemente, é eliminado. Nos dias de prova, é muito comum encontrar casos que narram o desapontamento dos candidatos, que por algum motivo não conseguiram chegar antes do fechamento dos portões. Visto isso, a preocupação com o horário é uma constante para quem vai prestar o Enem.

Ainda que tenha ocorrido uma alteração no início da data, o dia final para o horário de verão fora mantido para o dia 16 de fevereiro (terceiro domingo do mês em 2019). Na data, os relógios serão atrasados em uma hora.

Sobre o horário de verão
O horário de verão é antigo, sendo ativo no Brasil desde a década de 30 (ainda que tenha sofrido alguns intervalos). Na última década, segundo informações do Governo Federal, o horário de verão ocasionou uma redução média de 4,5% na demanda por energia durante o horário que há maior consumo, e ainda uma economia total de 0,5%.

Em todo o horário de verão, a economia citada acima corresponde ao consumo mensal de energia em Brasília, que possui 2,8 milhões de habitantes. A energia elétrica economizada também fortalece o sistema de energia brasileiro, diminuindo a possibilidade de ter que optar pelo uso da energia de termelétricas, que são mais poluentes e caras.

Publicidade legal no Diário Oficial da União deve ter auxílio profissional
O Diário Oficial-e é uma agência de publicidade legal e, por intermédio dela, é possível ter auxilio profissional ao publicar diversos materiais no Diário Oficial da União, dos Estados e dos Municípios.

Navegue pelo site para obter maiores informações sobre publicações no Diário Oficial da União

INSTAGRAM

Loading interface...
© Rápido no Ar ® - O que acontece você vê!