Assassino lamentou morte de namorada nas redes sociais horas antes de ser preso em Americana

O jovem, de 22 anos, que foi preso na tarde desta quarta-feira (7) e confessou ter matado Sidmara Oliveira da Silva, de 25, usou as redes sociais horas antes de ser preso para lamentar a morte dela. Ele foi preso no portão de sua casa no Jardim dos Lírios, em Americana (SP).

Lucas Ribeiro Ramos foi levado para a Delegacia de Polícia de Nova Odessa (SP) onde confessou o crime. Sidmara foi encontrada morta por policiais militares na manhã de ontem na casa onde morava sozinha, em Nova Odessa. Ela estava caída de barriga para cima e com uma toalha amarrada no pescoço. Sidmara é natural do Paraná e morava sozinha. Assista:

Antes de ser preso, o jovem usou as redes sociais para ‘lamentar’ a morte da namorada. Em um texto com a foto dela ele escreveu que não teve tempo de se despedir e que o céu teria ganhado mais uma estrela. “Quando uma pessoa te deixa sem ao menos se despedir, a notícia eh. triste… hoje a noite o céu ganha mais uma estrelinha” escreveu o rapaz. A Polícia Civil confirmou que foi ele que escreveu a mensagem e que não imaginava que seria preso.

Para o investigador-chefe da Polícia Civil de Nova Odessa, Marcos Mella, após ser detido, o rapaz confessou o crime e relatou que teria matado ela no domingo, após uma discussão.

Os dois mantinham um relacionamento por cerca de dois anos e era marcado com idas e vindas. O pai de Sidmara contou que ela vinha reclamando que não aguentava mais sustentar o jovem financeiramente e teria terminado o relacionamento.

Para a Polícia Civil, o crime não foi premeditado. No domingo (4) eles teriam discutido e Lucas teria dado um golpe conhecido como ‘mata leão’ nela. Sidmara teria ficado descordada e ele a enforcou com uma toalha e fugiu do imóvel em seguida.

Na casa onde em mora em Americana, a Polícia Militar encontrou o celular dela escondido em um guarda-roupa.

Lucas teve a prisão temporária decretada e aguarda a decisão do juiz na cadeia pública de Santa Bárbara d’Oeste (SP). Ele não tinha passagem pela polícia.

Sdimara foi encontrada morte na manhã de quarta-feira (7).

O corpo de Sidmara será levado para a cidade de Ouro Verde do Oeste, onde será velado e sepultado.

Compartilhe!