Adolescente presta depoimento e muda versão sobre estupro em Artur Nogueira

A adolescente de 17 anos, que foi vítima de estupro no fim de semana em uma chácara, prestou depoimento para a Polícia Civil de Artur Nogueira nesta segunda-feira (9). Segundo o delegado responsável pela investigação, Marco Antônio Pozetim, a jovem mudou a versão sobre o estupro coletivo.

De acordo com o novo depoimento, um jovem de 19 anos teria cometido o abuso sexual. Com isso o caso passa a ser investigado como estupro, mas não coletivo. O delegado afirma, que mesmo com essa mudança, o abuso sexual não deixou de existir. Na versão anterior, a jovem teria afirmado aos agentes, que três rapazes teriam a atacado.

Ela prestou depoimento acompanhada da mãe, mas não decidiu se irá representar queixa contra os supostos agressores. O prazo é de seis meses.

Os suspeitos já foram identificados e devem ser ouvidos nos próximos dias.

Chácara
Foi lacrada na manhã de segunda-feira (8) a chácara onde o caso ocorreu. A Prefeitura alega que ouve uma festa no local e organizadores não tem alvará de funcionamento e laudo do Corpo de Bombeiros.

A chácara, que fica no bairro São Bento, foi interdita porque além do local não possuir alvará, havia menores no local e foi cobrado entrada dos participantes. Para isso os organizadores precisariam ter comunicado a Secretaria de Saúde e Secretária de Segurança.

Os proprietários do imóvel, alegam que o local foi alugado para uma festa de aniversário. Agora eles precisam comprovar que essa era a finalidade informada pelos organizadores na hora da locação.

Compartilhe!