• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Veja 10 curiosidades sobre a Vespa que completa 74 anos este mês

Por Redação Rápido no Ar
Em 24 de abril de 2020 a Vespa está completando 74 anos! E para homenagear este símbolo do design italiano, vamos contar algumas curiosidades sobre a história da scooter mais queridinha do planeta.

1. O “protótipo” da Vespa se chamava “Paperino” (Pato Donald). Era o correspondente de duas rodas do primeiro carro popular, o “Topolino” (Mickey). Mas o design do “Paperino” fez tão pouco sucesso que foi apelidado de “Brutto Anatroccolo” (Patinho Feio).

Vespa “Paperino” (Pato Donald)


2. O designer da Vespa, Corradino D’Ascanio, na verdade era um engenheiro aeronáutico que não gostava de motos. Este detalhe fez toda a diferença, pois ele projetou uma moto “melhorada”.

Vespa Corradino D’Ascanio


3. As inovações da Vespa, que a levaram à tamanho sucesso, foram inúmeras:

- A vespa foi a primeira motocicleta com uma carroceria autoportante, sem tubos centrais em aço, o que permitia as pessoas dirigirem com qualquer tipo de roupa, inclusive as mulheres usando saias ou vestidos.

- Por ser feita de materiais resistentes e leves, muito usados na aeronáutica, a Vespa economiza combustível.

- As marchas no guidão que facilitam a direção foram introduzidas pela primeira vez nas Vespas.

- O motor protegido evitava as usuais manchas de óleo na roupa.

- O assento na posição natural, ereta, provê conforto para viagens de longa distância.

4. A Piaggio, marca da Vespa, na realidade produzia aviões e o projeto da Vespa era secundário, um “tapa-buraco”, criado para amenizar os efeitos da recessão pós-guerra. O plano era abandonar o projeto da Vespa depois que a economia voltasse a funcionar normalmente.



5. A versão mais aceita para a origem do nome “Vespa” é justamente porque ela parece o inseto vespa, seja pelo formato ou pelo barulho do motor de dois tempos. Enrico Piaggio, quando viu o projeto de D’Ascanio pela primeira vez, teria exclamado “Sembra una Vespa!” (Parece uma vespa!).

6. As primeiras 50 Vespas foram produzidas artesanalmente e vendidas por 55 mil liras. O preço elevado e a demora de entrega acabou fazendo que ela não fosse bem aceita no mercado.

7. Graças a uma parceria com a Lancia, as próximas Vespas foram produzidas em série. As primeiras 2.500 unidades foram vendidas rapidamente e no ano seguinte a produção quintuplicou.

8. As primeiras Vespas tinham 98 cilindradas, motor de 2 tempos, 3 marchas e chegava a uma velocidade máxima de 60 Km/h. De 1946 até hoje já foram lançados mais de 40 modelos de Vespa!



9. A paixão pela Vespa é compartilhada mundialmente por 40 Clubes em 40 países do mundo. O Primeiro Vespa Club foi aberto em Viareggio (litoral Toscano), em 1949. Ocasionalmente o Club Vespa organiza o “Eurovespa“, um evento que reúne “vespistas” dos 4 cantos do mundo!

10 – O Museu Vespa em Pontedera, cidadezinha próxima à Pisa, foi inaugurado no ano 2000. O museu tem mais de 3 mil metros quadrados de área expositiva em um dos mais antigos galpões da Piaggio. No local está em exposição não somente todos os modelos Vespa, desde o “Paperino”, mas também as motos Gilera e outros veículos da Piaggio, inclusive aviões.



Durante estes 74 anos, a Vespa continua sendo um exemplo de design de sucesso mundial. Com mudanças nos detalhes, mas inconfundível no conjunto: não importa o ano ou o modelo, a Vespa é única e pode ser comprada aqui no Brasil.

Veja 10 curiosidades sobre a Vespa que completa 74 anos este mês

Por Redação Rápido no Ar
Em 24 de abril de 2020 a Vespa está completando 74 anos! E para homenagear este símbolo do design italiano, vamos contar algumas curiosidades sobre a história da scooter mais queridinha do planeta.

1. O “protótipo” da Vespa se chamava “Paperino” (Pato Donald). Era o correspondente de duas rodas do primeiro carro popular, o “Topolino” (Mickey). Mas o design do “Paperino” fez tão pouco sucesso que foi apelidado de “Brutto Anatroccolo” (Patinho Feio).

Vespa “Paperino” (Pato Donald)


2. O designer da Vespa, Corradino D’Ascanio, na verdade era um engenheiro aeronáutico que não gostava de motos. Este detalhe fez toda a diferença, pois ele projetou uma moto “melhorada”.

Vespa Corradino D’Ascanio


3. As inovações da Vespa, que a levaram à tamanho sucesso, foram inúmeras:

- A vespa foi a primeira motocicleta com uma carroceria autoportante, sem tubos centrais em aço, o que permitia as pessoas dirigirem com qualquer tipo de roupa, inclusive as mulheres usando saias ou vestidos.

- Por ser feita de materiais resistentes e leves, muito usados na aeronáutica, a Vespa economiza combustível.

- As marchas no guidão que facilitam a direção foram introduzidas pela primeira vez nas Vespas.

- O motor protegido evitava as usuais manchas de óleo na roupa.

- O assento na posição natural, ereta, provê conforto para viagens de longa distância.

4. A Piaggio, marca da Vespa, na realidade produzia aviões e o projeto da Vespa era secundário, um “tapa-buraco”, criado para amenizar os efeitos da recessão pós-guerra. O plano era abandonar o projeto da Vespa depois que a economia voltasse a funcionar normalmente.



5. A versão mais aceita para a origem do nome “Vespa” é justamente porque ela parece o inseto vespa, seja pelo formato ou pelo barulho do motor de dois tempos. Enrico Piaggio, quando viu o projeto de D’Ascanio pela primeira vez, teria exclamado “Sembra una Vespa!” (Parece uma vespa!).

6. As primeiras 50 Vespas foram produzidas artesanalmente e vendidas por 55 mil liras. O preço elevado e a demora de entrega acabou fazendo que ela não fosse bem aceita no mercado.

7. Graças a uma parceria com a Lancia, as próximas Vespas foram produzidas em série. As primeiras 2.500 unidades foram vendidas rapidamente e no ano seguinte a produção quintuplicou.

8. As primeiras Vespas tinham 98 cilindradas, motor de 2 tempos, 3 marchas e chegava a uma velocidade máxima de 60 Km/h. De 1946 até hoje já foram lançados mais de 40 modelos de Vespa!



9. A paixão pela Vespa é compartilhada mundialmente por 40 Clubes em 40 países do mundo. O Primeiro Vespa Club foi aberto em Viareggio (litoral Toscano), em 1949. Ocasionalmente o Club Vespa organiza o “Eurovespa“, um evento que reúne “vespistas” dos 4 cantos do mundo!

10 – O Museu Vespa em Pontedera, cidadezinha próxima à Pisa, foi inaugurado no ano 2000. O museu tem mais de 3 mil metros quadrados de área expositiva em um dos mais antigos galpões da Piaggio. No local está em exposição não somente todos os modelos Vespa, desde o “Paperino”, mas também as motos Gilera e outros veículos da Piaggio, inclusive aviões.



Durante estes 74 anos, a Vespa continua sendo um exemplo de design de sucesso mundial. Com mudanças nos detalhes, mas inconfundível no conjunto: não importa o ano ou o modelo, a Vespa é única e pode ser comprada aqui no Brasil.

INSTAGRAM

Loading interface...
© Rápido no Ar ® - O que acontece você vê!