• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Três policiais militares morrem durante abordagem a falso policial civil em São Paulo

Por Lucas Claro
Uma tragédia terminou com a morte de três policiais militares em serviço na madrugada deste sábado (8), na zona Oeste de São Paulo. Um falso policial civil que disparou contra os PMs também foi morto.

De acordo com informações da PM, os policiais viram quando ocupantes de um Fox estavam abordando uma motocicleta na Avenida Politécnica, no Butantã, por volta das 5h e resolveram realizar a abordagem na motocicleta e no carro que era ocupado por dois homens.

Um dos ocupantes do carro desceu e se identificou como policial civil. Ele então teria entregado uma arma aos militares e uma carteirinha. Dois dos PMs foram consultar na viatura o registro da arma, enquanto o terceiro militar permaneceu com os dois indivíduos.

Nesse momento o falso policial civil sacou uma segunda arma e atingiu a cabeça do policial que estava próximo, e logo em seguida, correu até a viatura atirando contra os PMs que estavam de costas. Um dos policiais mesmo atingido conseguiu revidar e o criminoso também foi alvejado. O outro rapaz, que estava no carro, acabou correndo, mas foi preso pouco tempo depois. O bandido e um dos PMs foram socorridos, mas não resistiram aos ferimentos e morreram. Os outros dois policiais militares baleados morreram no local.

Faleceram nesta triste ocorrência os PMs - Sargento José Valdir de Oliveira Junior, Soldado Victor Rodrigues Pinto da Silva e Soldado Celso Ferreira Menezes Junior, pertencentes ao 23° Batalhão de Polícia Militar do Metropolitano.

NOTA DE PESAR DA POLÍCIA MILITAR

É com extremo pesar que a Polícia Militar do Estado de São Paulo informa o falecimento em serviço dos Policiais Militares: Sargento José Valdir de Oliveira Junior, Soldado Victor Rodrigues Pinto da Silva e Soldado Celso Ferreira Menezes Junior, pertencentes ao 23° Batalhão de Polícia Militar do Metropolitano.

Na madrugada deste sábado (8), conforme informações preliminares, a equipe de Força Tática estava em patrulhamento pela Avenida Escola Politécnica, Rio Pequeno, onde foi abordar um veículo VW/Fox, ocupado por dois homens, quando um dos ocupantes atirou contra os policiais, os três foram alvejados. Os policiais foram levados para o Hospital Universitário, mas não resistiram e vieram a óbito.

O agressor foi alvejado e faleceu, outro homem foi detido ileso. Ocorrência está sendo apresentada no 91º Distrito Policial. Todas as circunstâncias relacionadas com a ocorrência estão sendo apuradas.
O Sargento José Valdir de Oliveira Junior tinha 37 anos, era casado, possuía uma filha, Gabrielly de 16 anos, e esposa Bianca que está grávida de gêmeos e estava na Polícia Militar há 14 anos e 5 meses.

O Soldado Celso Ferreira Menezes Junior tinha 33 anos, era divorciado, não possuía filhos e estava na Polícia Militar há 10 anos e 5 meses.

O Soldado Victor Rodrigues Pinto da Silva tinha 29 anos, era casado, e deixa a esposa grávida Ana Carolina e estava na Polícia Militar há 6 anos e 9 meses.

Locais e horários de Velórios e Sepultamentos ainda não definidos.

Três policiais militares morrem durante abordagem a falso policial civil em São Paulo

Por Lucas Claro
Uma tragédia terminou com a morte de três policiais militares em serviço na madrugada deste sábado (8), na zona Oeste de São Paulo. Um falso policial civil que disparou contra os PMs também foi morto.

De acordo com informações da PM, os policiais viram quando ocupantes de um Fox estavam abordando uma motocicleta na Avenida Politécnica, no Butantã, por volta das 5h e resolveram realizar a abordagem na motocicleta e no carro que era ocupado por dois homens.

Um dos ocupantes do carro desceu e se identificou como policial civil. Ele então teria entregado uma arma aos militares e uma carteirinha. Dois dos PMs foram consultar na viatura o registro da arma, enquanto o terceiro militar permaneceu com os dois indivíduos.

Nesse momento o falso policial civil sacou uma segunda arma e atingiu a cabeça do policial que estava próximo, e logo em seguida, correu até a viatura atirando contra os PMs que estavam de costas. Um dos policiais mesmo atingido conseguiu revidar e o criminoso também foi alvejado. O outro rapaz, que estava no carro, acabou correndo, mas foi preso pouco tempo depois. O bandido e um dos PMs foram socorridos, mas não resistiram aos ferimentos e morreram. Os outros dois policiais militares baleados morreram no local.

Faleceram nesta triste ocorrência os PMs - Sargento José Valdir de Oliveira Junior, Soldado Victor Rodrigues Pinto da Silva e Soldado Celso Ferreira Menezes Junior, pertencentes ao 23° Batalhão de Polícia Militar do Metropolitano.

NOTA DE PESAR DA POLÍCIA MILITAR

É com extremo pesar que a Polícia Militar do Estado de São Paulo informa o falecimento em serviço dos Policiais Militares: Sargento José Valdir de Oliveira Junior, Soldado Victor Rodrigues Pinto da Silva e Soldado Celso Ferreira Menezes Junior, pertencentes ao 23° Batalhão de Polícia Militar do Metropolitano.

Na madrugada deste sábado (8), conforme informações preliminares, a equipe de Força Tática estava em patrulhamento pela Avenida Escola Politécnica, Rio Pequeno, onde foi abordar um veículo VW/Fox, ocupado por dois homens, quando um dos ocupantes atirou contra os policiais, os três foram alvejados. Os policiais foram levados para o Hospital Universitário, mas não resistiram e vieram a óbito.

O agressor foi alvejado e faleceu, outro homem foi detido ileso. Ocorrência está sendo apresentada no 91º Distrito Policial. Todas as circunstâncias relacionadas com a ocorrência estão sendo apuradas.
O Sargento José Valdir de Oliveira Junior tinha 37 anos, era casado, possuía uma filha, Gabrielly de 16 anos, e esposa Bianca que está grávida de gêmeos e estava na Polícia Militar há 14 anos e 5 meses.

O Soldado Celso Ferreira Menezes Junior tinha 33 anos, era divorciado, não possuía filhos e estava na Polícia Militar há 10 anos e 5 meses.

O Soldado Victor Rodrigues Pinto da Silva tinha 29 anos, era casado, e deixa a esposa grávida Ana Carolina e estava na Polícia Militar há 6 anos e 9 meses.

Locais e horários de Velórios e Sepultamentos ainda não definidos.
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
© Rápido no Ar ® - O que acontece você vê!