• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

São Paulo declara luto pela morte de Gugu Liberato

Por Redação Rápido no Ar
O governador de São Paulo, João Doria, anunciou hoje (23) luto oficial de três dias em homenagem ao apresentador e empresário Antônio Augusto de Moraes Liberato, o Gugu Liberato, vítima de um acidente doméstico na quarta-feira (20), que resultou na sua morte. Os órgãos do apresentador, que faleceu após cair de uma altura de 4 metros em sua residência, nos Estados Unidos, serão doados para pessoas em filas de transplante. A doação foi autorizada pela família e comunicada por meio de nota.

“Atendendo a uma vontade dele, a família autorizou a doação de todos os órgãos. Gugu sempre refletiu sobre os verdadeiros valores da vida e o quão frágil ela se revela. Sua partido nos deixa sem chão, mas reforça nossa certeza de que ele viveu plenamente”, declarou a assessoria de imprensa do apresentador.

Doação de órgãos
No Brasil, a lista de órgãos transplantáveis mais comuns, de acordo com o Sistema Único de Saúde (SUS) é composta por coração, pulmões, rins, fígado, córneas, medula óssea, vasos sanguíneos, pâncreas e demais tecidos, como pele ou meninge. O processo de doação depende da compatibilidade entre o doador e o receptor.

De volta ao Brasil
O processo de doação e traslado do corpo de Gugu não deve ser concluído até quarta-feira (27). O corpo será velado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Ainda não há data definida para o velório, que será aberto ao público. Gugu será sepultado no jazigo da família, no cemitério do Morumbi, em São Paulo.

O apresentador tinha 60 anos e deixa três filhos: João Augusto de 18 anos e as gêmeas Marina e Sophia de 15 anos.


Vida e carreira
O apresentador, paulistano e filho de portugueses, nasceu no dia 10 de abril de 1959. Seu pai era caminhoneiro e sua mãe dona-de-casa. Ele tinha apenas 14 anos quando fez sua primeira aparição na TV, participando de uma gincana. Com 19 anos tornou-se auxiliar de escritório e, pouco depois, ganhou um cargo como produtor de TV. Mas acabou desistindo da carreira e indo estudar Odontologia. Sua passagem pela faculdade foi muito breve e ele acabou voltando para a TV.

Em 1982, passou a comandar o programa de auditório Viva a Noite, no SBT, emissora onde trabalhou por mais de 30 anos. Lá, ele passou por diversos outros programas, como Passa ou Repassa, Sabadão Sertanejo e Domingo Legal, atração que rivalizava com o Domingão do Faustão, na Globo, em uma acirrada guerra pela audiência. Em 2009, chegou à Record, onde apresentou o Programa do Gugu, Gugu e Power Couple Brasil.

Recentemente, Gugu apresentava o programa Canta Comigo, na TV Record. Ele também era empresário, proprietário da GGP Produções, pólo de desenvolvimento audiovisual. Além de empresário e apresentador, Gugu também era cantor: ele ficou conhecido por suas versões de Pintinho Amarelinho e A Dança da Galinha Azul. Como ator, teve participação em diversos filmes, especialmente nos do grupo Os Trapalhões.



São Paulo declara luto pela morte de Gugu Liberato

Por Redação Rápido no Ar
O governador de São Paulo, João Doria, anunciou hoje (23) luto oficial de três dias em homenagem ao apresentador e empresário Antônio Augusto de Moraes Liberato, o Gugu Liberato, vítima de um acidente doméstico na quarta-feira (20), que resultou na sua morte. Os órgãos do apresentador, que faleceu após cair de uma altura de 4 metros em sua residência, nos Estados Unidos, serão doados para pessoas em filas de transplante. A doação foi autorizada pela família e comunicada por meio de nota.

“Atendendo a uma vontade dele, a família autorizou a doação de todos os órgãos. Gugu sempre refletiu sobre os verdadeiros valores da vida e o quão frágil ela se revela. Sua partido nos deixa sem chão, mas reforça nossa certeza de que ele viveu plenamente”, declarou a assessoria de imprensa do apresentador.

Doação de órgãos
No Brasil, a lista de órgãos transplantáveis mais comuns, de acordo com o Sistema Único de Saúde (SUS) é composta por coração, pulmões, rins, fígado, córneas, medula óssea, vasos sanguíneos, pâncreas e demais tecidos, como pele ou meninge. O processo de doação depende da compatibilidade entre o doador e o receptor.

De volta ao Brasil
O processo de doação e traslado do corpo de Gugu não deve ser concluído até quarta-feira (27). O corpo será velado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Ainda não há data definida para o velório, que será aberto ao público. Gugu será sepultado no jazigo da família, no cemitério do Morumbi, em São Paulo.

O apresentador tinha 60 anos e deixa três filhos: João Augusto de 18 anos e as gêmeas Marina e Sophia de 15 anos.


Vida e carreira
O apresentador, paulistano e filho de portugueses, nasceu no dia 10 de abril de 1959. Seu pai era caminhoneiro e sua mãe dona-de-casa. Ele tinha apenas 14 anos quando fez sua primeira aparição na TV, participando de uma gincana. Com 19 anos tornou-se auxiliar de escritório e, pouco depois, ganhou um cargo como produtor de TV. Mas acabou desistindo da carreira e indo estudar Odontologia. Sua passagem pela faculdade foi muito breve e ele acabou voltando para a TV.

Em 1982, passou a comandar o programa de auditório Viva a Noite, no SBT, emissora onde trabalhou por mais de 30 anos. Lá, ele passou por diversos outros programas, como Passa ou Repassa, Sabadão Sertanejo e Domingo Legal, atração que rivalizava com o Domingão do Faustão, na Globo, em uma acirrada guerra pela audiência. Em 2009, chegou à Record, onde apresentou o Programa do Gugu, Gugu e Power Couple Brasil.

Recentemente, Gugu apresentava o programa Canta Comigo, na TV Record. Ele também era empresário, proprietário da GGP Produções, pólo de desenvolvimento audiovisual. Além de empresário e apresentador, Gugu também era cantor: ele ficou conhecido por suas versões de Pintinho Amarelinho e A Dança da Galinha Azul. Como ator, teve participação em diversos filmes, especialmente nos do grupo Os Trapalhões.



INSTAGRAM

Loading interface...
© Rápido no Ar ® - O que acontece você vê!