• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Prefeitura manda fechar depósito irregular de sucatas em Limeira

Por Redação Rápido no Ar
A Prefeitura de Limeira realizou nesta terça-feira (26) uma operação conjunta com a Polícia Militar, em um depósito de sucatas no Jd. Boa Vista. O local abrigava uma grande quantidade de materiais inservíveis, como eletrodomésticos, partes de veículos e sacos de recicláveis armazenados de maneira irregular. A Secretaria de Fazenda, por meio do Departamento de Fiscalização, verificou a ausência de alvará de funcionamento e notificou o estabelecimento para encerramento imediato das atividades, com base no Artigo 19, da Lei Municipal 4.578/2010.

A Divisão de Controle de Zoonoses foi acionada e após vistoria identificou inúmeros criadouros com larvas – que serão agora encaminhadas para análise de compatibilidade com o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Os criadouros estavam em latas, pneus e demais recipientes deixados ao ar livre. Em razão do risco à saúde pública, o proprietário do estabelecimento será autuado pela Divisão de Vigilância Sanitária.

Segundo o chefe da Divisão de Fiscalização de Posturas, Antonio Carlos Donatti, o dono do depósito também será notificado para limpeza geral do imóvel. O prazo para a realização do serviço é de 30 dias, contados a partir do recebimento da notificação. Donatti informou, ainda, que a PM localizou peças de hidrantes, feitas de cobre, que estavam sem identificação de procedência. Por esse motivo, o proprietário foi encaminhado ao 3º Distrito Policial para averiguação. Denúncias dessa natureza podem ser feitas à prefeitura pelo canal 156.

Prefeitura manda fechar depósito irregular de sucatas em Limeira

Por Redação Rápido no Ar
A Prefeitura de Limeira realizou nesta terça-feira (26) uma operação conjunta com a Polícia Militar, em um depósito de sucatas no Jd. Boa Vista. O local abrigava uma grande quantidade de materiais inservíveis, como eletrodomésticos, partes de veículos e sacos de recicláveis armazenados de maneira irregular. A Secretaria de Fazenda, por meio do Departamento de Fiscalização, verificou a ausência de alvará de funcionamento e notificou o estabelecimento para encerramento imediato das atividades, com base no Artigo 19, da Lei Municipal 4.578/2010.

A Divisão de Controle de Zoonoses foi acionada e após vistoria identificou inúmeros criadouros com larvas – que serão agora encaminhadas para análise de compatibilidade com o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Os criadouros estavam em latas, pneus e demais recipientes deixados ao ar livre. Em razão do risco à saúde pública, o proprietário do estabelecimento será autuado pela Divisão de Vigilância Sanitária.

Segundo o chefe da Divisão de Fiscalização de Posturas, Antonio Carlos Donatti, o dono do depósito também será notificado para limpeza geral do imóvel. O prazo para a realização do serviço é de 30 dias, contados a partir do recebimento da notificação. Donatti informou, ainda, que a PM localizou peças de hidrantes, feitas de cobre, que estavam sem identificação de procedência. Por esse motivo, o proprietário foi encaminhado ao 3º Distrito Policial para averiguação. Denúncias dessa natureza podem ser feitas à prefeitura pelo canal 156.

INSTAGRAM

Loading interface...
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
© Rápido no Ar ® - O que acontece você vê!