• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Polícia Militar liberta duas jovens mantidas em cárcere privado

Por Redação Rápido no Ar
A Polícia Militar libertou, nesta sexta-feira (27), duas jovens, de 18 anos, que eram mantidas em cárcere privado, no bairro Jundiapeba, na cidade de Mogi das Cruzes, região metropolitana de São Paulo.

Uma equipe da 2ª Companhia do 17º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M) foi acionada para atenderem a uma denúncia da Polícia Federal de Santa Catarina sobre duas jovens mantidas em cárcere

A queixa ainda apontava que as vítimas eram usadas para o tráfico internacional de drogas. Os PMs identificaram a residência onde as mulheres eram aprisionadas e encontraram uma delas chorando e pedindo ajuda.

As duas tinham vindo do Belém do Pará. Durante a ação, um nigeriano, de 34 anos, responsável por manter as jovens no local, foi preso em flagrante. Ele foi recolhido à Cadeia Pública de Mogi das Cruzes, onde permanece à disposição da Justiça.

No local foram encontrados um notebook, um celular, uma balança digital, alguns documentos e 12 invólucros plásticos de cor branca e seis de cor parda, ambos com substância em pó. Todos os objetos foram apreendidos para análise.

As vítimas foram acolhidas na casa de passagem Dandara, onde vão ficar até que retornem para suas cidades. O caso foi registrado pelo 1° DP de Mogi das Cruzes como associarem-se duas ou mais pessoas e sequestro e cárcere privado.

Polícia Militar liberta duas jovens mantidas em cárcere privado

Por Redação Rápido no Ar
A Polícia Militar libertou, nesta sexta-feira (27), duas jovens, de 18 anos, que eram mantidas em cárcere privado, no bairro Jundiapeba, na cidade de Mogi das Cruzes, região metropolitana de São Paulo.

Uma equipe da 2ª Companhia do 17º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M) foi acionada para atenderem a uma denúncia da Polícia Federal de Santa Catarina sobre duas jovens mantidas em cárcere

A queixa ainda apontava que as vítimas eram usadas para o tráfico internacional de drogas. Os PMs identificaram a residência onde as mulheres eram aprisionadas e encontraram uma delas chorando e pedindo ajuda.

As duas tinham vindo do Belém do Pará. Durante a ação, um nigeriano, de 34 anos, responsável por manter as jovens no local, foi preso em flagrante. Ele foi recolhido à Cadeia Pública de Mogi das Cruzes, onde permanece à disposição da Justiça.

No local foram encontrados um notebook, um celular, uma balança digital, alguns documentos e 12 invólucros plásticos de cor branca e seis de cor parda, ambos com substância em pó. Todos os objetos foram apreendidos para análise.

As vítimas foram acolhidas na casa de passagem Dandara, onde vão ficar até que retornem para suas cidades. O caso foi registrado pelo 1° DP de Mogi das Cruzes como associarem-se duas ou mais pessoas e sequestro e cárcere privado.

INSTAGRAM

Loading interface...
© Rápido no Ar ® - O que acontece você vê!