• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Polícia identifica um dos responsáveis pelo perfil do Homem Pateta

Por Karoline Santos


A polícia civil de São Paulo encontrou o criador de um dos perfis do Homem Pateta, que assusta crianças nas redes sociais chegando a induzi-las ao ato da automutilação. O mandado de busca e apreensão foi cumprido na última sexta-feira (10) em Sorocaba, no interior do estado .

O responsável pelo perfil é um adolescente, que confessou ter entrado em contato com crianças pelas redes sociais e disse a elas que algo ruim aconteceria se elas não o ouvissem, mas afirmava que tudo não passava de uma "brincadeira". A polícia apreendeu seu celular e uma perícia será realizada no aparelho. O inquérito está na Delegacia Seccional de Sorocaba.

A investigação do caso será enviada à Vara da Infância e Juventude e o adolescente poderá responder por atos infracionais como ameaça e instigação ao suicídio.

Em nota, a Polícia Civil esclareceu que "a investigação realizada demonstra que não existe anonimato na internet e reforça que a Polícia Civil é o filtro permanente da justiça e legalidade."

O caso do "Homem Pateta" relembra outras situações que deram o que falar na internet, como o caso da Baleia Azul ou da Boneca Momo. São perfis que instigam crianças e adolescentes, por meio de "desafios", à realizarem atos de alta periculosidade que podem levar à morte.

Polícia identifica um dos responsáveis pelo perfil do Homem Pateta

Por Karoline Santos


A polícia civil de São Paulo encontrou o criador de um dos perfis do Homem Pateta, que assusta crianças nas redes sociais chegando a induzi-las ao ato da automutilação. O mandado de busca e apreensão foi cumprido na última sexta-feira (10) em Sorocaba, no interior do estado .

O responsável pelo perfil é um adolescente, que confessou ter entrado em contato com crianças pelas redes sociais e disse a elas que algo ruim aconteceria se elas não o ouvissem, mas afirmava que tudo não passava de uma "brincadeira". A polícia apreendeu seu celular e uma perícia será realizada no aparelho. O inquérito está na Delegacia Seccional de Sorocaba.

A investigação do caso será enviada à Vara da Infância e Juventude e o adolescente poderá responder por atos infracionais como ameaça e instigação ao suicídio.

Em nota, a Polícia Civil esclareceu que "a investigação realizada demonstra que não existe anonimato na internet e reforça que a Polícia Civil é o filtro permanente da justiça e legalidade."

O caso do "Homem Pateta" relembra outras situações que deram o que falar na internet, como o caso da Baleia Azul ou da Boneca Momo. São perfis que instigam crianças e adolescentes, por meio de "desafios", à realizarem atos de alta periculosidade que podem levar à morte.
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
© Rápido no Ar ® - O que acontece você vê!