• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

MP apura se há improbidade administrativa após pastor citar que vereador consegue testes para Covid-19

Por Denis Martins
O Ministério Público (MP), por meio da promotora Débora Bertolini Ferreira Simonetti, instaurou procedimento preparatório de ação civil pública para apurar a fala do pastor Levy Ferreira de Souza, da Assembleia de Deus, durante um culto com transmissão online no dia 5.


Conforme mostrado pelo Rápido no Ar (veja aqui), em determinado momento, no vídeo retirado da transmissão, o pastor explica para seus fiéis que o vereador teria “cochichado” em seu ouvido para que, aqueles que tiverem com sintomas, procurassem o gabinete do vereador pois havia uma "fórmula" para conseguir os testes.

Veja o vídeo


Na portaria que instaurou o procedimento, a promotora cita que, em tese, a situação pode configurar improbidade administrativa em razão de suposta promessa de vantagem, já que Anderson usa o cargo de vereador. O MP também considerou denúncias sobre abuso de poder religioso em eleição passada por parte do parlamentar.

A Câmara de Limeira será notificada da abertura do procedimento e Anderson, assim que representado, terá dez dias para esclarecer se tem indicado pessoas que o procuram para o teste do Covid-19, qual o aviso que pediu para repassar ao pastor, qual seria a fórmula para indicação para o teste e deverá justificar, ainda, suposta promessa de teste utilizando-se do cargo de vereador.

NOTA DO VEREADOR

Quando o Rápido no Ar exibiu o vídeo, a assessoria do parlamentar emitiu a nota abaixo:

“O Pastor Levy, como líder religioso consciente e responsável, fez um alerta aos membros a respeito do covid-19, especialmente com relação aos cuidados cuja adoção precisa ser observada por todos nós [higienização das mãos, uso da máscara e do álcool em gel] e com relação aos sintomas da doença. Diante disso, explicou a necessidade de procura das unidades de saúde do município quando percebidos sinais de possível contaminação pelo vírus. Nesse contexto, e exclusivamente nesse contexto, nosso pastor reforçou que o nosso gabinete está à disposição para o fornecimento de maiores e melhores informações. Nesse momento, essa é a única forma de ajudarmos aos limeirenses: conscientizando e esclarecendo o necessário. Há uma quantidade limitada de testes do Covid-19 no município e ela é administrada pela Secretaria da Saúde, de acordo com as evidências epidemiológicas, sem qualquer envolvimento com os vereadores ou com as organizações religiosas, sempre respeitando os princípios da administração pública [legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência]”.

MP apura se há improbidade administrativa após pastor citar que vereador consegue testes para Covid-19

Por Denis Martins
O Ministério Público (MP), por meio da promotora Débora Bertolini Ferreira Simonetti, instaurou procedimento preparatório de ação civil pública para apurar a fala do pastor Levy Ferreira de Souza, da Assembleia de Deus, durante um culto com transmissão online no dia 5.


Conforme mostrado pelo Rápido no Ar (veja aqui), em determinado momento, no vídeo retirado da transmissão, o pastor explica para seus fiéis que o vereador teria “cochichado” em seu ouvido para que, aqueles que tiverem com sintomas, procurassem o gabinete do vereador pois havia uma "fórmula" para conseguir os testes.

Veja o vídeo


Na portaria que instaurou o procedimento, a promotora cita que, em tese, a situação pode configurar improbidade administrativa em razão de suposta promessa de vantagem, já que Anderson usa o cargo de vereador. O MP também considerou denúncias sobre abuso de poder religioso em eleição passada por parte do parlamentar.

A Câmara de Limeira será notificada da abertura do procedimento e Anderson, assim que representado, terá dez dias para esclarecer se tem indicado pessoas que o procuram para o teste do Covid-19, qual o aviso que pediu para repassar ao pastor, qual seria a fórmula para indicação para o teste e deverá justificar, ainda, suposta promessa de teste utilizando-se do cargo de vereador.

NOTA DO VEREADOR

Quando o Rápido no Ar exibiu o vídeo, a assessoria do parlamentar emitiu a nota abaixo:

“O Pastor Levy, como líder religioso consciente e responsável, fez um alerta aos membros a respeito do covid-19, especialmente com relação aos cuidados cuja adoção precisa ser observada por todos nós [higienização das mãos, uso da máscara e do álcool em gel] e com relação aos sintomas da doença. Diante disso, explicou a necessidade de procura das unidades de saúde do município quando percebidos sinais de possível contaminação pelo vírus. Nesse contexto, e exclusivamente nesse contexto, nosso pastor reforçou que o nosso gabinete está à disposição para o fornecimento de maiores e melhores informações. Nesse momento, essa é a única forma de ajudarmos aos limeirenses: conscientizando e esclarecendo o necessário. Há uma quantidade limitada de testes do Covid-19 no município e ela é administrada pela Secretaria da Saúde, de acordo com as evidências epidemiológicas, sem qualquer envolvimento com os vereadores ou com as organizações religiosas, sempre respeitando os princípios da administração pública [legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência]”.
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
© Rápido no Ar ® - O que acontece você vê!