• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Modelo e tatuadora Daisy Coleman morre aos 23 anos

Por Karoline Santos
Daisy Coleman, uma das adolescentes do documentário "Audrie & Daisy" do Netflix, morreu aos 23 anos na noite desta terça-feira (4).

A história de Daisy ficou conhecida em 2012, quando aos 14 anos ela foi estuprada em Missouri durante uma festa. Ao denunciar, Daisy foi atacada, sendo xingada de "mentirosa" e "idiota" e a casa de sua família foi incendiada.

O documentário, lançado em 2016, mostra como Daisy e os membros de sua família lidaram com a situação, o trauma e a reação hostil de sua comunidade.

Melinda, mãe da então tatuadora e modelo, revelou que a filha nunca mais foi a mesma e que os traumas pareciam ter se perpetuado na vida da jovem.
"Ela nunca se recuperou do que os jovens fizeram com ela e isso não é justo. Minha filha se foi. Eu gostaria de ter tirado a dor dela", diz Melinda.

"Audrie e Daisy" também trata de outro caso de estupro, o da jovem Audrie Pott, que aconteceu em setembro de 2012. Audrie também não conseguiu lidar com os traumas e morreu 10 dias depois.

Modelo e tatuadora Daisy Coleman morre aos 23 anos

Por Karoline Santos
Daisy Coleman, uma das adolescentes do documentário "Audrie & Daisy" do Netflix, morreu aos 23 anos na noite desta terça-feira (4).

A história de Daisy ficou conhecida em 2012, quando aos 14 anos ela foi estuprada em Missouri durante uma festa. Ao denunciar, Daisy foi atacada, sendo xingada de "mentirosa" e "idiota" e a casa de sua família foi incendiada.

O documentário, lançado em 2016, mostra como Daisy e os membros de sua família lidaram com a situação, o trauma e a reação hostil de sua comunidade.

Melinda, mãe da então tatuadora e modelo, revelou que a filha nunca mais foi a mesma e que os traumas pareciam ter se perpetuado na vida da jovem.
"Ela nunca se recuperou do que os jovens fizeram com ela e isso não é justo. Minha filha se foi. Eu gostaria de ter tirado a dor dela", diz Melinda.

"Audrie e Daisy" também trata de outro caso de estupro, o da jovem Audrie Pott, que aconteceu em setembro de 2012. Audrie também não conseguiu lidar com os traumas e morreu 10 dias depois.
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
© Rápido no Ar ® - O que acontece você vê!