• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Limeira tem segundo final de semana com lockdown; veja o que abre e fecha

Por Redação Rápido no Ar
A aceleração dos casos de coronavírus e a alta taxa de ocupação dos leitos clínicos e de UTI levaram o prefeito de Limeira (SP), Mario Botion a decretar lockdown. A determinação valerá para os próximos dois finais de semana, dias 25 e 26 de julho e 1º e 2 de agosto.

O que pode funcionar:
- serviços de saúde (hospitais, farmácias e clínicas médicas);
- serviços de segurança pública e privada e de socorro (médico e guincho);
- clínicas de saúde animal;
- hotelaria;
- serviços públicos decorrentes de contratos públicos;
- serviços de radiodifusão, telefonia e internet;
- indústrias de produtos alimentícios;
- postos de combustíveis (das 8h às 18h);
- rodoviária; cartório;
- serviços exclusivamente de fornecimento de alimento pronto para consumo por entrega domiciliar ou de entrega de gás (delivery).

O que não pode funcionar:
- indústrias, construção civil;
- comércios em geral, serviços em geral;
- atividades religiosas;
- serviços bancários (exceto caixa eletrônico);
- mercados, padarias, drive thru; drive in;
- feiras livres;
- festas e eventos;
- lojas de conveniência em postos de combustíveis;


Venda de bebidas alcoólicas:
Nos dias de lockdown, será ampliada a proibição da venda de bebidas alcoólicas para o período integral. Ao longo da semana, a restrição já ocorre das 18h às 8h do dia seguinte.

Fiscalização:
Os estabelecimentos que descumprirem o decreto serão interditados imediatamente e estarão sujeitos às penalidades previstas em decretos anteriores.



Limeira tem segundo final de semana com lockdown; veja o que abre e fecha

Por Redação Rápido no Ar
A aceleração dos casos de coronavírus e a alta taxa de ocupação dos leitos clínicos e de UTI levaram o prefeito de Limeira (SP), Mario Botion a decretar lockdown. A determinação valerá para os próximos dois finais de semana, dias 25 e 26 de julho e 1º e 2 de agosto.

O que pode funcionar:
- serviços de saúde (hospitais, farmácias e clínicas médicas);
- serviços de segurança pública e privada e de socorro (médico e guincho);
- clínicas de saúde animal;
- hotelaria;
- serviços públicos decorrentes de contratos públicos;
- serviços de radiodifusão, telefonia e internet;
- indústrias de produtos alimentícios;
- postos de combustíveis (das 8h às 18h);
- rodoviária; cartório;
- serviços exclusivamente de fornecimento de alimento pronto para consumo por entrega domiciliar ou de entrega de gás (delivery).

O que não pode funcionar:
- indústrias, construção civil;
- comércios em geral, serviços em geral;
- atividades religiosas;
- serviços bancários (exceto caixa eletrônico);
- mercados, padarias, drive thru; drive in;
- feiras livres;
- festas e eventos;
- lojas de conveniência em postos de combustíveis;


Venda de bebidas alcoólicas:
Nos dias de lockdown, será ampliada a proibição da venda de bebidas alcoólicas para o período integral. Ao longo da semana, a restrição já ocorre das 18h às 8h do dia seguinte.

Fiscalização:
Os estabelecimentos que descumprirem o decreto serão interditados imediatamente e estarão sujeitos às penalidades previstas em decretos anteriores.



  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
© Rápido no Ar ® - O que acontece você vê!