• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Dicas e cuidados para ter na hora de adotar um cão

Por Redação Rápido no Ar
A adoção de animais de estimação vem se tornando uma prática cada vez mais comum. ONG's e protetores de animais relataram um aumento de 50% na procura durante a quarentena por conta do coronavírus

É sabido que a companhia de animais de estimação faz bem à saúde, já que estabelece vínculos afetivos e protege contra a solidão. Ou seja, são necessidades que grande parte da população vem sentindo nos últimos meses.

No entanto, é necessário pesar diversos fatores para realizar uma adoção responsável. Segundo Luiz Manoel de Amorim Nogueira Júnior, criador de cães da raça American Staffordshire Terrier e dono do Canil Toca do Jalapão, os futuros adotantes devem analisar cuidadosamente sua rotina e estilo de vida antes da decisão

O que se deve considerar na hora da adoção?
Primeiramente, a família precisa tomar uma decisão conjunta. É comum que apenas um membro da família tenha vontade de adotar um cãozinho, mas a ideia não seja bem aceita por outras pessoas da casa.

Nesse caso, é melhor abrir mão da ideia ou adiá-la até que haja consenso. Afinal, o animal de estimação será um novo membro da família, convivendo com todos da casa. Então, ele pode gerar conflitos desnecessários

Outro ponto a se considerar são as condições financeiras para a adoção. Animais de estimação demandam gastos frequentes com ração, banho e tosa, consultas ao veterinário, vacinas etc. É importante colocar tudo no lápis e avaliar os impactos no orçamento antes de tomar a decisão final

Avaliar o espaço da casa e a disponibilidade de tempo para cuidar do animal também é imprescindível para realizar uma adoção responsável. Cachorros normalmente necessitam de áreas amplas para brincar e também demandam bastante atenção dos donos para manter a saúde física e emocional em dia.

Então, quem mora em apartamento e tem a rotina corrida deve refletir bem antes de tomar este passo. Procurar animais de porte pequeno, em idade adulta e com personalidade mais tranquila pode ser uma boa alternativa.

O que é preciso para adotar um cão?
Após a decisão pela adoção de um animal de estimação, é preciso ficar atento à parte burocrática do processo. A maioria das ONG's de proteção animal exigem que o adotante seja maior de 21 anos e que apresente documento com RG, CPF e comprovante de residência na hora da adoção.

Algumas instituições fazem entrevistas prévias e pedem a assinatura de um termo de responsabilidade no qual o adotante se compromete a cuidar do cão. Outras pedem também o pagamento de uma taxa para realizar o Registro Geral do Animal e a identificação por microchip

É importante que o animal seja castrado e tenha completado os primeiros ciclos de vacinação e vermifugação antes de ir para o novo lar.

Dicas e cuidados para ter na hora de adotar um cão

Por Redação Rápido no Ar
A adoção de animais de estimação vem se tornando uma prática cada vez mais comum. ONG's e protetores de animais relataram um aumento de 50% na procura durante a quarentena por conta do coronavírus

É sabido que a companhia de animais de estimação faz bem à saúde, já que estabelece vínculos afetivos e protege contra a solidão. Ou seja, são necessidades que grande parte da população vem sentindo nos últimos meses.

No entanto, é necessário pesar diversos fatores para realizar uma adoção responsável. Segundo Luiz Manoel de Amorim Nogueira Júnior, criador de cães da raça American Staffordshire Terrier e dono do Canil Toca do Jalapão, os futuros adotantes devem analisar cuidadosamente sua rotina e estilo de vida antes da decisão

O que se deve considerar na hora da adoção?
Primeiramente, a família precisa tomar uma decisão conjunta. É comum que apenas um membro da família tenha vontade de adotar um cãozinho, mas a ideia não seja bem aceita por outras pessoas da casa.

Nesse caso, é melhor abrir mão da ideia ou adiá-la até que haja consenso. Afinal, o animal de estimação será um novo membro da família, convivendo com todos da casa. Então, ele pode gerar conflitos desnecessários

Outro ponto a se considerar são as condições financeiras para a adoção. Animais de estimação demandam gastos frequentes com ração, banho e tosa, consultas ao veterinário, vacinas etc. É importante colocar tudo no lápis e avaliar os impactos no orçamento antes de tomar a decisão final

Avaliar o espaço da casa e a disponibilidade de tempo para cuidar do animal também é imprescindível para realizar uma adoção responsável. Cachorros normalmente necessitam de áreas amplas para brincar e também demandam bastante atenção dos donos para manter a saúde física e emocional em dia.

Então, quem mora em apartamento e tem a rotina corrida deve refletir bem antes de tomar este passo. Procurar animais de porte pequeno, em idade adulta e com personalidade mais tranquila pode ser uma boa alternativa.

O que é preciso para adotar um cão?
Após a decisão pela adoção de um animal de estimação, é preciso ficar atento à parte burocrática do processo. A maioria das ONG's de proteção animal exigem que o adotante seja maior de 21 anos e que apresente documento com RG, CPF e comprovante de residência na hora da adoção.

Algumas instituições fazem entrevistas prévias e pedem a assinatura de um termo de responsabilidade no qual o adotante se compromete a cuidar do cão. Outras pedem também o pagamento de uma taxa para realizar o Registro Geral do Animal e a identificação por microchip

É importante que o animal seja castrado e tenha completado os primeiros ciclos de vacinação e vermifugação antes de ir para o novo lar.
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
© Rápido no Ar ® - O que acontece você vê!